17 de fevereiro de 2019
Home

fev
18

Faltam menos de quatro meses para liberação da campanha eleitoral gratuita no rádio e televisão. Embora pareça distante, o dia 6 de julho está chegando rapidamente. É hora de se alinhar, de se preparar para a largada da disputa mais concorrida de sua vida.

A questão colocada é: o que um candidato pode fazer antes de o jogo  das eleições 2012 começar oficialmente, sem levar um cartão vermelho da Justiça Eleitoral? A resposta mais óbvia é: você pode fazer tudo o que não configura campanha antecipada, ou seja, crime eleitoral (cada país, uma cultura: nos EUA a campanha eleitoral, incluindo as prévias, dura cerca de dois anos!).

Fazer campanha antes da hora tem dois problemas: primeiro, não costuma surtir quase efeito nenhum, já que o eleitor ainda não está pensando em eleições, está cuidando da vida dele (eu fico pensando naqueles adesivos nos carros: FULANO VEM AÍ, que são um verdadeiro enigma para a maioria das pessoas. Está certo, é uma ação barata, mas não rende um voto sequer!).  Segundo, pode render multas ou até uma futura impugnação de candidatura, o pesadelo de todo candidato.

Vamos apresentar a seguir algumas ações (realmente úteis) que um candidato pode fazer daqui até julho, sem ultrapassar as barreiras legais.

Refletir muito: “Eu quero mesmo ser candidato”? Fazer campanha é cansativo, caro, estressante, envolve muitas paixões, pode criar inimizades eternas e uma derrota inesperada abala a vida de muita gente sensata (pense: quantas pessoas você conhece, ou ouviu falar, que apostaram tudo numa eleição e saíram dela quebradas?). Então, reflita muito: você quer mesmo abraçar essa paixão que (tenha certeza) lhe consumirá batante?

Planejar exaustivamente a campanha. Existe uma regra que diz: quanto mais tempo você tiver, menos recursos (humanos, financeiros, logísticos) gastará na campanha. E vice-versa. Uma das formas de garantir que o seu tempo útil de campanha será bem utilizado é ter tudo muito bem planejado antes da corrida começar. Perder a primeira semana ou os primeiros dez dias até que as coisas engatem na campanha pode custar os votos que lhe garantirão a eleição. Faça um cálculo rápido: com quantas pessoas você consegue conversar por dia? E se , ao invés de 14 horas de atividades por dia, tiver apenas 12 horas, porque há brechas na agenda, que está mal feita? Quantas pessoas você deixará de encontrar e pedir o voto delas? Use os próximos meses para fazer um belo Planejamento Estratégico.

Armar a “teia humana” da campanha. Ponha no papel: quem são as pessoas com quem você pode contar desde já e que serão voluntárias, que serão seus generais, que contribuirão com dinheiro, que têm uma boa casa e podem emprestar para ser seu Comitê.  Aproveite para armar a “teia humana” que dará a sustentação inicial à sua campanha. Vá atrás dos amigos que, quando a corrida de cavalos começar pra valer, você não lembrará de procurar, ou não terá tempo.

Estas são algumas ações que Campanha e Mandatos lhe sugere fazer antes da campanha começar de fato.

E você? Que outras ações propõe que sejam feitas desde agora?

 

Sobre o Justino Pereira


Jornalista, fez Mestrado em Marketing Político. Atua desde 1994 como Coordenador-Geral e de Comunicação e Marketing em campanhas para prefeito, vereador, deputado estadual e federal. Foi responsável por definir e implementar estratégias vencedoras em cerca de 30 campanhas. Também trabalhou como Gestor e Consultor nas áreas de Comunicação e Marketing e Planejamento Estratégico de Governo. Foi Coordenador-Geral de Publicidade da Capital paulista e secretário de Comunicação e de Governo de Guarulhos. É autor, junto com Elói Pietá, do livro-reportagem “Pavilhão 9 – O Massacre do Carandiru” (Editora Scritta).


Comente através do Facebook:



Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /var/www/html/campanhasemandatos.com.br/web/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273